Associação Pomba da PazInstituição Particular de Solidarieadade Social
Notícias > Iniciativas

Castanha Lili sala vermelha 0910Sala Vermelha e Azul---
Catujal
Magusto
Datas comemorativas
07-11-2011
Deixamos aqui, algumas sugestões de actividades - histórias, poesias, recitas - para a comemoração do Magusto - Dia de São Martinho 11/11/2011 (Ler +)
POESIAS

As Castanhas

Castanhas, Castanhas
Tão quentinhas com sal.
Quentinhas e assadinhas
A ninguém faz mal.

Castanhas assadinhas
Com sal são saborosas.
Quentinhas e boas
São tão gostosas!
(Filipe Ramos -Escola E. B. 1 Nº1 de Espinho)


As Castanhas

Castanhas na brasa
De casca a estalar,
Vós sois o regalo
Do meu paladar.

Os ouriços a sorrir
Mostram no seu interior
As castanhas a dormir
Numa alcofa de rigor.

O vendedor de castanhas
Lá anda, de rua em rua,
Vendendo castanhas quentes
No dia triste com bruma.

(Diogo Luís - Escola E.B.1 Nº1 de Espinho)


S. Martinho

Vivam as castanhas
viva o S. Martinho
as castanhas são boas
com um copo de vinho.

O homem anda por aí
ele anda a trabalhar
ele vende as castanhas
que é para se sustentar


Ele anda a chorar
não anda a brincar
quem lhe dera, quem lhe dera
andar a passear.

Vamos a elas, vamos a elas
elas são castanhinhas
são boas, são boas
e também são gostosinhas.

As castanhinhas são boas
assadinhas com sal
podes come-las à vontade
que não te fazem mal.

As castanhinhas boas são
elas podem ser assadas
elas aquecem-nos o coração
e também podem ser grilhadas.

(Sandra Adelaide M. Antunes - Escola E.B.1 Nº 1 de Espinho)


S. Martinho

Todo o dia a apanhar chuva
Coitado do vendedor
Mas à beira das castanhas
Fica cheio de calor

Do ouriço saiem as castanhas
Para eu as assar
Saio de casa cheia de frio
Para ir à rua comprar

São Martinho, São Martinho
São Martinho folgazão
Dá-me as castanhas e o vinho
Para aquecer o coração

(Mónica Alexandra - Escola E.B.1 N-.1 de Espinho)


S. Martinho

No dia de S. Martinho
as castanhas a assar
os vendedores a vender
e os meninos a comer.

No dia de S. Martinho
as castanhas vou comer
vou comprar uma dúzia
e os bigodes lamber.

Com 200 escudos compro
uma dúzia de castanhas
ficamos todos calados
porque elas são tamanhas.

Estava a jogar à bola
quando a atiro para o castanheiro
caem muitas castanhas
e como-as no recreio.

(Márcia Silva - E.B.1 Nº1 de Espinho)


S. Martinho

Outono, que linda estação!
Logo a seguir ao Verão
A comer castanhas ao serão
assadas no fogão.

Com o frio a chegar
E a natureza a se transformar
Ao castanheiro vou trepar
Para as castanhas ir buscar.

O S. Martinho está a chegar
A lareira vou ter de acender
Para castanhas assar
E contigo as comer.

Que lindo é o Outono,
Que lindo que é!
Uvas e castanhas
Deu-me o avô Zé.

(Alexandra Lima Roque - EB1 nº 1 de Espinho)


As Castanhas

São castanhas, são castanhas!
Bem assadas e quentinhas
Compre uma dúzia,menino,
São boas e baratinhas.

Com as mãos enregeladas
Fui descascando as castanhas
As mãos ficaram quentes
Mas todas enfarruscadas.

Para casa fui andando
E ao longe ainda se ouvia
A vendedeira gritando:
- Castanhas quentes e boas!

(Francisco Almeida - Escola E.B.1 Nº1de Espinho)




RECEITAS

CASTANHAS ASSADAS

Ingredientes

1 Kg. de castanhas
Sal grosso(q.b.)
Água (q.b.)

Preparação/Confecção

Prepare as castanhas dando-lhes um golpe com uma faca, a fim de não rebentarem.
Salpique-as com água, para o sal aderir mais facilmente e para que a casca fique mais estaladiça, permitindo que se retire com mais facilidade.
Polvilhe as castanhas com sal e coloque-as num tabuleiro de ir ao forno ou num assador de barro furado. Coloque o tabuleiro no forno ou o assador de barro na lareira, sobre as brasas, tendo o cuidado, quer num caso quer noutro, de as mexer de vez em quando.
Quando estiverem assadas, coloque as castanhas num recipiente de barro e sirva, a fim de que cada pessoa descasque a sua parte.
Acompanhe com jeropiga ou água-pé.

Nota:
As castanhas podem também ser cozidas. Para tanto basta golpeá-las, colocá-las num tacho e, quando a água estiver a ferver, temperá-las com sal e erva doce. Depois de cozidas, podem ser consumidas simples, com manteiga ou servir de acompanhamento a pratos de carne.
Existem ainda as castanhas piladas (secas) que servem para fazer uma deliciosa sopa de castanhas.
A castanha era uma das grandes fontes de alimentação das gentes desta região até ao princípio do século XX, altura em que a grande maioria dos «soutos» foi dizimada por uma doença denominada «tinta». Hoje ainda restam alguns castanheiros resistentes e descendentes dessa época nas povoações da Serra do Açor.
Não será por acaso que ainda hoje existem povoações com nomes alusivos ao castanheiro.


SOPA DE CASTANHAS

Castanhas: Leve ao lume forte uma panela com caldo e, logo que levante a fervura, junte as castanhas. Quando começar novamente a ferver , reduza o lume e deixe cozer durante 30 minutos, até as castanhas ficarem bem cozidas.

Retire do lume, deixe arrefecer ligeiramente e bata as castanhas com o caldo num copo de batidos, com a varinha mágica ou então passe pelo passe-vite. Junte o leite, tempere bem com sal e pimenta e reaqueça mexendo sempre. Junte sumo de limão, mas apenas o suficiente para cortar o sabor doce da sopa.

Deite numa terrina aquecida ou em pratos individuais, junte as natas e espalhe a salsa e as amêndoas por cima. Esta sopa é muito nutritiva e não precisa de ser acompanhada de pão, no caso de ser servida no início da refeição. Se for o único prato de uma refeição ligeira, sirva também pão com pevides de abóbora.

INGREDIENTES PARA 4 PESSOAS
8.5 decilitros de caldo de carne, de galinha ou de legumes
500 gr de castanhas
1.5 dl de leite
sal e pimenta preta moída na altura
1 a 2 colheres de sopa de sumo de limão
4 colheres de sopa de natas
1 colher de sopa de salsa finamente picada
15 gr de amêndoas branqueadas, ligeiramente picadas e torradas

tempo de preparação - 15 minutos
tempo de cozedura - 35 minutos


Documentos